21 de novembro de 2014

Um comentário sobre o quadro Melancolia I, de Albrecht Dürer – (O Símbolo Perdido)

  No ano passado um professor meu teve a ideia de trazer um enigma para a sala de aula. Ele apenas nos mostrou uma imagem de um quadro e então pediu que pesquisássemos sobre ele, sem nem saber seu nome nem o do pintor. A única coisa que ele disse foi que em um livro que tinha a Maçonaria como tema se falava sobre o quadro.
  Acabamos descobrindo que o livro em questão era O Símbolo Perdido, de Dan Brown. Este autor é conhecido por seus livros de suspense que reúnem diversas informações culturais e polêmicas. Para fazer o trabalho, eu decidi ler todo o livro, pois já tinha lido O Código da Vinci e gostado. Por ter achado fascinante o significado do quadro Melancolia I, de Albrecht Dürer, achei que seria legal apresentar isso aos leitores do blog, afinal, arte também é cultura. Seguem os trechos do livro que falam sobre a pintura:

Melancolia I retrata a luta do homem para compreender os antigos mistérios.


Melancolia I mostrava uma figura taciturna, dotada de asas gigantescas, sentada em frente a um edifício de pedra, cercada pela mais disparata e bizarra coleção de objetos que se possa imaginar – uma balança, um cão raquítico, ferramentas de carpintaria, uma ampulheta, alguns sólidos geométricos, um sino, um querubim, uma lâmina, uma escada.
A figura alada é uma representação do “gênio humano” – um grande pensador segurando o queixo, ainda incapaz de alcançar a iluminação. O gênio está cercado por todos os símbolos de seu intelecto – ciência, matemática, filosofia, geometria e até mesmo carpintaria –, mas nem assim consegue subir a escada que conduz à verdadeira iluminação.
Simbolicamente, isso representa o fracasso da humanidade em transformar o intelecto humano em poder divino. Em termos alquímicos, representa nossa incapacidade de transformar chumbo em ouro.

Foi graças ao quadrado mágico (linhas, colunas e diagonais tem a mesma soma) que descobri qual era o nome da pintura. *Matemática sempre me ajudando*
Melancolia I representa um marco, a primeira vez na história em que um quadrado mágico é retratado na arte europeia. Alguns historiadores acreditam que essa foi a maneira que Dürer encontrou para indicar que os Antigos Mistérios haviam ultrapassado as fronteiras das Escolas de Mistérios egípcias e que eram agora guardados pelas sociedades secretas da Europa.

O pintor Albrecht Dürer.
  Enfim, espero que tenham achado interessante, pois eu adorei conhecer toda essa explicação por trás da pintura. Com isso aprendi que a arte pode esconder muito mais do que parece.

#ahbemsério, por SHE

17 comentários:

  1. Oiee, tudo bem?

    Meu namorado adora Dan Brown e Simbolo Perdido é o livro preferido dele

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dan Brown consegue fazer sucesso mesmo e "causar". Seu namorado tem bom gosto!

      Excluir
  2. Não sou muito fã das loucuras criadas por Dan Brown, mas amo descobri mais sobre os diversos significados de uma pintura e toda a história que carrega, por isso sou fascinada por Dante Alighieri.
    Adorei o post.
    Bjim!
    LivreandoFacebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me lembro um pouco de Dante por causa da época em que aprendi isso na escola, mas não muito. Mas se você diz, ele deve ser mesmo fascinante!

      Excluir
  3. Oi Cris!
    Demais né? Eu adoro Dan Brown, apesar de os livros dele acabarem ficando na mesmice podemos aprender muito com eles.
    Super curioso isso né? Eu nunca entendo pinturas kkkk

    Beijos
    ​​​​​LiteraMúsicas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, parece que o Dan Brown pega uma mesma base para a história mas consegue incluir essas coisas fascinantes.
      Eu também sou como você, não entendo nem pinturas nem poemas, mas acho interessante ver algumas explicações sobre essas coisas.

      Excluir
  4. O Símbolo Perdido não é o meu preferido do Dan Brown, mas gosto bastante.
    Dele os que eu mais gosto é Anjos e Demônios e Ponto de Impacto.
    Mas bem bacana o quadro, confesso que na época que li não busquei saber como era ele.


    Beijooooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não li nenhum desses outros que você citou. Ler Dan Brown costuma me dar uma ressaca literária bem forte então eu acabo evitando.

      Excluir
  5. Eu não entendo bem sobre as pinturas , eu olho e acho bonita ou não .
    Essa eu gostei , achei diferente e muito forte .
    Voce já tem uma seguidora .
    Te convido para conhecer meu blog .
    MODAMORENAFLOR2014.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que querida você :)
      Bem, eu também não costumo entender bem pinturas, mas como fiz um trabalho sobre essa, acabei entendendo seu significado e adorando.

      Excluir
  6. Eu tô quaaase completando a coleção de livros do Dan Brown, mas só li O código da Vinci até hoje. Tô doida pra ler todos os outros.
    Bom ler sobre algo que é falado em um dos livros dele xD

    Duas Leitoras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Código da Vinci também foi o primeiro livro do Dan Brown que li. Por enquanto tenho outros na lista de prioridades, mas espero um dia ler todos os livros dele.

      Excluir
  7. O que mais gosto nos livros do Dan,é o fato de eu ficar curiosa por coisas que eu nem imaginava existir...com em O símbolo perdido...leio 10 páginas e vou para o Google...foi assim que conheci a pintura Melancolia I...e tbm conhecer Washington DC

    ResponderExcluir
  8. O que mais gosto nos livros do Dan,é o fato de eu ficar curiosa por coisas que eu nem imaginava existir...com em O símbolo perdido...leio 10 páginas e vou para o Google...foi assim que conheci a pintura Melancolia I...e tbm conhecer Washington DC

    ResponderExcluir
  9. Não poderia me furtar, e devo comentar que tal pintura nada tem haver com a maçonaria, que surgiu quase 300 anos depois dessa pintura. O que ocorre é que a maçonaria absorveu em sua estrutura filosófica inúmeras culturas, entre elas o cristianismo místico e hermético, que fundamenta o quadro em questão. A maior qualidade de Dan Brow é sua especialidade em encaixar grandes mistérios da humanidade em um roteiro envolvente, mas as vezes, força um pouquinho a barra. abs.

    ResponderExcluir
  10. Seria uma boa postar sobre as menções literárias (esoterísmo, misticísmo e afins) inclusas no livro O Símbolo Perdido, ou ao menos citá-las em uma postagens para que os leitores possam linkar as informações.

    ResponderExcluir

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal