21 de fevereiro de 2016

[Shadowhunters] - Pra Expandir a Grade de Séries

     

Nota: “s.f. Ação de adaptar; resultado desta ação. Transposição de uma obra literária para o teatro, televisão, cinema, etc.: este filme é adaptação de um romance antigo. Arranjo, adequação de uma obra estrangeira que, além da tradução, implica modificações do texto original.”

  Essa coisa toda de adaptação literária já é um tanto complicada, e quando se trata de uma saga famosa e repleta de fãs como Os Instrumentos Mortais, que já possui experiências ruins no cinema e que gerou desagrado para uma considerável parte do fandom, essa complicação se duplica. A Freeform (antiga ABC Family), conhecida por séries como Pretty Little Liars, resolveu segurar esse fardo e apostou na produção da série Shadowhunters, inspirada na série de livros em questão.

  Eu não conhecia a história antes de assistir a série, não li os livros, muito menos assisti o filme ou tive contato com algum(a) spoiler/bala perdido(a), então a resenha está se focando na série em si, que é o objetivo do blog.

  A associação inteligentíssima na Freeform em acordar com a Netflix para a exibição da série na plataforma resultou num marketing pesado e louvável que gerou, em altos lucros, uma procura que atendeu a demanda e a série se tornou um sucesso em pouco tempo. A fotografia é super aceitável, e a produção não deixa a desejar. A direção, junto com o elenco, talvez, sejam os maiores problemas da série, que muitas vezes não agradaram e ainda estão precisando se superar.

  Mas sem dúvida alguma, pra mim, o melhor de Shadowhunters é o universo ficcional. A Cassandra Clare tem uma mente invejável. Ela foi capaz de criar um mundo muito único e envolvente, personagens legais e maravilhosos (leia-se Izzy, Magnus e Alec), episódios de ação, aventura e mistério e uma história de tirar o fôlego. Acredito valer a pena continuar assistindo a série pela aposta, justificável, de que Shadowhunters ainda pode surpreender e fazer isso bem feito.

  Para os não familiarizados, o enredo tem como protagonista a Clary, uma shadowhunter (pessoas que lutam para manter a ordem entre o mundo mágico e o real) que não tinha conhecimento de sua natureza e habilidades, até que uma guerra no mundo mágico obriga o disfarce que sua mãe tanto tentou manter todos esses anos, a escondendo, quebrar-se por total. Clary agora tem que lidar com suas novas descobertas, com o sequestro de sua mãe e uma entidade inimiga que ameaça destruí-la.

  E como se trata de uma resenha, eu não poderia deixar de tentar dar uma versão diferente da história, e por isso convidei uma amiga, Tamires Filipe, fã da série de livros e da série, para comentar sua opinião:
  Apesar de Shadowhunters não seguir a ordem direta dos livros, a série está se desenvolvendo muito bem. A forma como misturam as informações de cada livro, logo na primeira temporada, é organizada e não deixa a desejar, pois intercalam uma informação com outra sem brechas, são diretos e ponto.
  Particularmente tenho gostado bastante da série e um dos motivos é esse fato de misturarem as informações, pois fico na expectativa do que vai acontecer no próximo episódio; o outro é o fato de não terem perdido a essência do livro: ação e aventura juntos.
  Acima de tudo, é uma questão de opinião e preferência. Shadowhunters está longe de ter participação na lista dos destaques do ano, e não é nenhuma novidade vê-la pulando fora das premiações, mas para um entretenimento próprio, e pra satisfazer os fãs de Os Instrumentos Mortais, acho saciável e legal, e convenhamos, o elenco é lindo!

  Leitores Forever indica mais uma pra vocês ;)

2 comentários:

  1. Oi, tudo bem?

    Eu comecei a ler os livros, mas não passei do primeiro (mais por causa do preço dos livros hehe). Mas, hoje, não tenho mais muita vontade de continuar a história. Nunca quis ver o filme, mesmo que tenha a fofa da Lily Collins. E o seriado menos ainda. A atriz principal, no entanto, se assemelhou mais com a Clary que imaginei no livro :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tudo ótimo, e com você?

      Eu tenho vontade de ler os livros ainda um dia, o que conheço da história é somente com a série. Nunca tive vontade de assistir o filme também, e olha que eu adoro a Lily Collins!

      Excluir

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal