16 de janeiro de 2015

Resenha do Filme: Uma Noite no Museu 3

Um lugar onde tudo cria vida

  E se tudo dependesse de uma placa? E se o fim estivesse chegando?


  É assim que começamos o filme Uma Noite no Museu 3, aparentemente o último da série.
Nele, a placa que dá vida ao museu está com sua magia acabando, e o único jeito de arrumá-la é levando-a para o pai do nosso faraó, que se encontra no British Museum.

  Nessa louca aventura, cheia de vulcões, Camelot, dinossauros e (pasmem) Wolverine, temos um dos melhores filmes de Uma Noite no Museu.
  Um dos porquês, provavelmente, é a saudade do nosso querido ator, Robin Williams, que nos deixou no ano passado. Foi completamente estranho e triste vê-lo ali, tão vivo na tela do cinema.

  Outra coisa que pode nos fazer assistir o filme é o nosso querido faraó com aqueles olhos gigantes que até dão medo. Vocês sabiam que ele participou de um dos filmes da saga Crepúsculo? Sim, ele fez o último filme, Amanhecer-Parte 2. Ele interpretou Benjamin, um vampiro que Alice encontra no Brasil com as mesmas características de Nessie (sim, eu a chamo de Nessie).
  Legal não é?

  Realmente recomendo esse filme para vocês. Gostei tanto que assisti duas vezes no cinema.

  Espero que também gostem.
  Beijos da loira.

  Natália

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal