28 de janeiro de 2015

Resenha do Livro: O Bicho-da-Seda


  Quando soube da publicação de mais uma história do detetive Cormoran Strike, eu fiquei muito animada e ansiosa para ter o livro na minha estante. Naquela época (começo de Novembro), imaginei que veria várias resenhas em blogs literários e poderia saciar minha curiosidade sobre o livro até que o comprasse na Black Friday. Entretanto, fiquei muito triste por não ver toda a divulgação que esperava (na verdade, não vi nenhuma resenha nos blogs que visito), e isso fez com que eu começasse a leitura sem fazer ideia do que esperar pela frente. Eu acabei achando isso ótimo, pois cada elemento da trama foi uma surpresa para mim e eu decidi que vou dar o mínimo de informações possível sobre o enredo neste texto.


  Para quem não sabe, em O Chamado do Cuco (resenha aqui), primeiro livro de Robert Galbraith (pseudônimo de J. K. Rowling), somos apresentados ao detetive britânico Cormoran Strike e a sua assistente Robin. Após Cormoran ter resolvido o caso do assassinato da modelo Lula Landry, sua vida dá uma reviravolta e ele recebe certo reconhecimento da mídia. Isso acaba ajudando nos negócios, pois de escassos clientes, ele passa a atender várias pessoas, em especial tratando da investigação de traições conjugais. Essa guinada na carreira de Cormoran é o primeiro aspecto trabalhado em O Bicho-da-Seda. Apesar de eu saber que isso lhe proporciona um bom ganho financeiro, particularmente, eu não vejo muita graça em ser detetive senão para investigar casos peculiares. Então, nesse ponto, Cormoran desceu no meu conceito.
  Mas como uma história não se faz de casos sem graça, não poderia faltar esse elemento da peculiaridade na trama. É aí que entra o escritor Owen Quine, pois devido ao seu desaparecimento, sua esposa Leonora vai procurar o detetive Cormoran com o intuito de saber o que aconteceu com ele.
  E quem é esse Owen Quine???
  Acredito que a construção do personagem foi muito bem feita ao longo do livro, e isso se deve às excentricidades dele. Sem muito sucesso na carreira e com apenas uma obra boa, Quine costumava sumir por uns dias com o objetivo de trazer publicidade aos novos títulos lançados, porém sua intenção nunca se concretizava. Além de suas escapadas amorosas e das estranhas fantasias sexuais, o que havia de mais incomum nele era a forma como escrevia, pois seus livros eram uma mistura de terror com perversão e absurdo. Eis uma descrição dele:
[...] Owen pensa que o dia foi um desperdício se ele não conseguiu que os leitores ficassem com ânsia de vômito pelo menos duas vezes. - Página 94
  Também dá para sentir isso em Hobart’s Sin, esse seu livro de maior sucesso, que fala de um hermafrodita que engravida e tem um aborto porque o filho interferia em suas ambições literárias. Um tanto estranho, não é?
  Desta vez, antes de sumir, ele deixa um livro cabuloso em que os personagens são caracterizados como pessoas que ele conhece – como editores, a agente, sua esposa e a amante –, expondo-as e criticando-as de uma maneira asquerosa, o que faz com que todos os retratados tornem-se suspeitos de seu desaparecimento. O livro se chama Bombyx Mori, que traduzido do latim é Bicho-da-Seda, o que explica o título da história. Na visão de Quine, ele era uma metáfora para o escritor, que precisava passar por agonias para conseguir um material bom.
  Eu realmente gostei do livro, apesar de considerar o começo um tanto monótono e sem uma linha muito clara do que aconteceria nas próximas páginas, visto que essa parte se dedica muito a introduzir as mudanças na vida de Cormoran. Porém, com o tempo tudo se ajeita e a segunda metade do livro já é muito mais apaixonante.
  Há ainda uma série de aspectos trabalhados: a dificuldade de Cormoran em lidar com a perna amputada (ele a perdeu no Exército); o motivo para o fim do antigo relacionamento do detetive; seus amigos de juventude; uma relação mais próxima com sua assistente Robin e, inclusive, o encontro de Cormoran com Matthew, noivo dela (essa foi uma das coisas que eu mais aguardava e adorei o capítulo em que isso ocorre). Além de tudo, senti uma considerável crítica ao casamento, detestado por Cormoran; e, ainda, um destaque para as desigualdades entre ricos e pobres.
Era outro daqueles estranhos bolsões de Londres onde milionários ficavam a uma curta distância de famílias de classe trabalhadora que ocupavam suas casas havia pelo menos quarenta anos. – Página 126
  Também não poderia deixar de falar sobre a resolução do caso, que considerei sensacional e sem deixar a desejar em nada. Ao contrário de em O Chamado do Cuco, fiquei completamente satisfeita e, nas últimas páginas, me senti lendo um romance policial da mais alta qualidade, que me deixava extremamente ansiosa para seguir a leitura. Eu até não conseguia evitar direcionar meus olhos para os próximos parágrafos na intenção de descobrir tudo o quanto antes possível.
  Já me prolonguei bastante, mas gostaria de ressaltar minha visão geral de que o começo do livro é chatinho, porém o final é incrível. Logo, creio que O Bicho-da-Seda é aquele tipo de livro extremo, que tanto pode ser amado como também detestado, e gostar dele ou não depende da sua vontade. Portanto, se você quiser gostar, vai conseguir sim!

  Sobre a edição:
  Gente, como eu amei essa edição de capa dura! O material é de excelente qualidade, a folha de rosto é muito charmosa e seu tom vermelho combina bem com a capa. Então, não deixe de investir um pouco mais e adquirir a versão de capa dura. Aconselho ainda esperar por uma promoção, pois na Black Friday do Submarino eu consegui comprar por 25 reais e o custo benefício valeu a pena.

53 comentários:

  1. Ok, este livro parece incrível. Mas preciso ler O Chamado do Cuco primeiro! hahahahaha Tenho certeza que irei adorar.
    Parabéns pela organização e capricho com o blog! Adoro ficar por aqui. Sou sua leitora!
    Beijos carinhosos,
    Vitoria!
    P.s: saiu a nova parte da web Caso 54 - Tales, vem conferir! http://lonelyfireflies.blogspot.com.br/2015/01/web-caso-54-tales-capitulo-2-parte-2.html#.VMlhJ_nxrvc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou do blog. Você não faz ideia do quão feliz eu fiquei agora :)

      Excluir
  2. Olá, Cris!

    Uau! Fiquei até sem fôlego depois da sua resenha - achei S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L! Eu sou beeeeem crica com avaliações, você sabe. Gosto de análises críticas e bem fundamentadas - e eu senti tudo isso aqui! Até os quotes ajudam a comprovar o que digo. Achei MARAVILHOSO!

    Quanto à história: Cris, esse começo monótono parece ser uma constante nos livros da J.K.. Encontrei em todos os HP (mas de forma bem moderada) e em Morte Súbita, do qual não gostei muito. A questão é: como a autora consegue recompensar o leitor que supera o começo do livro, rs!

    Um abraço muito carinhoso e obrigada pela excelente opinião!

    Ana Carolina Nonato
    Blog Seis Milênios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que alegria saber que tu gostou da resenha! Você tem me estimulado a ser mais crítica e estou tentando transmitir isso nos meus textos.
      Quando estava pensando no que escrever para a resenha também me dei conta de que outros livros da J. K. Rowling estão deixando a desejar no começo. Em HP eu não diria tanto, porque gosto de tudo, mas em MS isso é mesmo bem forte. Ah, li a tua resenha desse livro e é uma pena que não tenha gostado, mas entendo teu lado.

      Excluir
  3. Ainda estou com O Chamado do Cuco à minha espera. Já comecei a lê-lo duas vezes, mas a leitura sempre empaca :/ Fico triste, porque eu adoro livros desse gênero e a premissa é ótima! Espero, um dia, acabar o primeiro para me aventurar em O Bicho-da-Seda! Sua resenha ficou muito explicativa, o que é ótimo, além de muito verdadeira e expositiva! Parabéns!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bah, Nina. Eu aconselho que para você terminar O Chamado do Cuco de uma vez por todas uma "maratona" é uma boa ideia. Quando eu o li estava com a meta de ler várias páginas por dia e aí acabou rendendo e eu terminei em uma semana :D

      Excluir
  4. A melhor resenha que li hoje! Me interessei bastante pela história, mas vou procurar ler o "O chamado do Cuco" pra entender. Parabéns pela resenha ;)

    ResponderExcluir
  5. Se a capa já me chamava a atenção o conteúdo então nem se fala!! O livro parece ser bem interessante e eu sou apaixonada por mistérios e romances policiais, fiquei muito curiosa. Ainda não li O chamado do Cuco, será que teria problemas lê-lo antes do primeiro volume?
    Parabéns pela resenha !!!
    Abraços

    www.dezenoveprimaveras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que é melhor você ler o O Chamado do Cuco antes, porque há referência a certas coisas desse livro que você acabaria perdendo. E obrigada pelo elogio!

      Excluir
  6. Oii, tudo bom?
    Então, ainda não li O Chamado do Cuco, então não pude ler sua resenha. Na verdade nem sei se irei ler O chamado do cuco kkkkk nem Harry Potter eu li ainda, mas lerei em breve e tenho certeza que vou gostar. Mas a principio me interessei muito por esse romance policial da J.K.
    Um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprofunde-se em HP antes e veja se gosta, assim você terá um incentivo para ler essas outras obras da Rowling.

      Excluir
  7. Já ouvi falar dele, mas nunca me interessei pra saber mais. Não sei, é aquela velha sensação de que não vou gostar. Não por ser ruim, mas tenho aquele tipo de livro específico que gosto, e não costumo sair da minha zona de conforto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez algum dia você tente sair de sua zona de conforto e possa ler livros desse gênero. De qualquer forma, O Bicho-da-seda não é um livro pra todo mundo.

      Excluir
  8. Oie Cris, tudo bem?
    Sou meio sem jeito em falar sobre a escrita da J.K Rowling, pois acredite, ainda não tive oportunidade em conhecer Harry Potter através da escrita. O primeiro livro que li dessa autora foi o "Morte Súbita" e nossa, simplesmente genial, os acontecimentos são bastante realísticos e ela conseguiu prender o leitor até o final! Até hoje me lembro a "agonia" quando descobriram que Robert Galbraith era o pseudônimo de J.K (rs), as capas são belíssimas e adorei essa parte do romance policial de qualidade, nunca mais li livros do gênero </3 Espero me aventurar brevemente ♥

    Beeeeijoss!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom saber que você gostou de Morte Súbita, que é um livro que poucas pessoas estão realmente gostando. Então, se você gostou desse, acho que vai gostar dos romances policiais dela.

      Excluir
  9. Ainda não li nada do autor mas fiquei interessada depois de ler sua resenha... Espero gostar do livro...

    Beijos
    colecionando Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério que você nunca leu HP? Que pena

      Excluir
    2. Foi o mesmo que pensei. Natana, você precisa conhecer Harry Potter!

      Excluir
  10. Oie, Cris!

    Tenho MUITO medo de não gostar porque ainda estou muito ligada à Harry Potter. Então nem sei se vale a pena </3 Pra mim JK = HP e só. Além disso, não sou muito amante do gênero policial...

    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo sua forte ligação com HP, mas acho legal, como fã, prestigiar as outras obras da Rowling. Talvez você deva esperar mais um pouco para se aventurar nelas, porque eu também acabei só lendo os livros bastante tempo depois da publicação.

      Excluir
  11. Eu tenho muita vontade de conhecer os livros policiais da autora de Harry Potter. Espero mudar minha visão sobre ela, porque não gosto muito de seus juvenis.
    A premissa do livro é muito boa, então acho que irá me agradar.

    http://desbravadoresdelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, se você não gosta de HP, acho complicado conseguir ler os outros livros, pois em alguns momentos eu só me estimulei a continuar por gostar muito da J. K. De qualquer forma, conhecer o trabalho da Rowling é sempre válido.

      Excluir
  12. Amei sua resenha, me deixou com vontade de ler, e eu nem tinha interesse nesta série. Que bom ler algo positivo a respeito, pois tudo que havia lido antes havia me deixado sem interesse pelo livro.
    Seguindo aqui.

    http://cafeecomletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que fico feliz por ter te estimulado a querer ler a série!

      Excluir
  13. Eu tenho medo de não gostar de O Chamado do Cuco por conta de Morte Súbita, que eu comecei a ler e empaquei... porém acho que vou dar uma chance ao livro... Adorei a resenha!!!

    http://www.under-the-stair.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi outras pessoas comentando que gostaram mais de O Chamado do Cuco por ter mais ação que Morte Súbita. Dê uma chance ao livro.

      Excluir
  14. Oii, tudo bem?
    Estou com o livro aqui esperando para ser lido, minha edição é capa dura também, mas não tirei do plástico ainda e não sabia ainda como estava.
    Eu também estava no escuro até agora sobre o livro, também não tinha lido nenhuma resenha e agora fiquei ansiosa para ler ele! Adoro finais surpreendentes!
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não imaginava que você tinha esse livro, fiquei bem feliz por saber. Espero que goste!

      Excluir
  15. Cris, linda, nunca mais tinha vindo aqui. Ainda não tinha visto o novo layout. Sobre os livros: eu gosto dos títulos. Muito legal e pelo o que eu li na resenha são significativos.
    Me jugue, mas não li JK Rowling. Nem Harry Potter nem os dois que você resenhou.
    Eu quero ler um dia. Mas é que eu não tenho tanta curiosidade assim.

    Beijos, Cris!
    E que bem texto. Você escreve com muita facilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os títulos dos livros também me atraem, acho que são alguns dos mais criativos que já vi. Acredito que um dia você vai ter a vontade crucial para ler os livros, mas talvez seja melhor esperar mesmo, não é?
      Fiquei muito feliz com o elogio, mas não sei se escrevo com tanta facilidade assim, eu só me esforço para que o texto fique da melhor forma que eu conseguir, e sou muito exigente. Na verdade, por muitas vezes sinto que as palavras insistem em não sair e me sinto travada.

      Excluir
  16. Sempre que acabo um livro do Cormoran Strike me sinto órfã e com saudades dele e da Robin! <3

    Samara - Infinitos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me sinto da mesma forma <3 Adoro a Robin.

      Excluir
  17. Tenho mais vontade de ler esse que O chamado do cuco. Vou tentar dar uma chance. Sua resenha me deu esse pique!
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficaria feliz se você lesse o livro :)

      Excluir
  18. tenho o livro e nunca li, mas depois da sua resenha...... fiquei sem palavras e já vou er adoreiiiii mesmo,
    bjus
    http://www.palavras--encantadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero vê-lo resenhado no teu blog logo :)

      Excluir
  19. Eu não tenho nenhum livro de capa dura na minha estante ): Essa Black Friday fez a alegria de muitos leitores mesmo. Pena que eu estava sem nenhum dinheiro na época, mas na próxima, vou me preparar com antecedência.

    Todo livro com suspense eu fico da mesma forma que falou: lendo um parágrafo, e já tentado ler os seguintes. Eu costumo colocar um marcador, para não ler uma parte importante, mas que não deve ser lida depois de outros parágrafos.

    Eu li o primeiro capítulo do livro "O Chamado do Cuco" e gostei bastante, fiquei bem curiosa mesmo. Tanto ele quanto "O Bicho-da-Seda" são obras que eu considero impossível não gostar. Espero lê-las em breve.

    Beijos,
    Karina do blog Eu e Minha Cultura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Livros de capa dura são a coisa mais linda do mundo! Guarde dinheiro para comprar um algum dia. Espero que você goste muito desses livros do Galbraith/Rowling e querer gostar deles é o primeiro passo!

      Excluir
  20. Oi, tudo bem?
    Eu nunca li nada da autora e confesso que esses livros que ela escreveu com o pseudônimo não chamam a minha atenção, isso porque eu não costumo ler livros de detetives, até os considero bacanas, mas não é meu gênero favorito. Enfim, gostei bastante da resenha, realmente a edição do livro deve ser maravilhosa *o*

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há nada a fazer mesmo se você não gosta do gênero. Capas duras são mesmo incríveis, não tem o que discutir hehe

      Excluir
  21. Oiii!
    Eu tenho esse livro e O Chamado do Cuco aqui para ler, vontade não falta para ler, mas sempre vou deixando de lado...
    Depois de ler sua resenha, acho que irei ler o mais rápido possível. Vai ser algo novo para mim, já que não sou de ler esse gênero literário.
    Adorei a resenha.
    Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo que tenha gostado da resenha; espero que goste do livro.

      Excluir
  22. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que nunca li nada da autora e que não tenho muita curiosidade com esses livros em que ela usa o pseudônimo :c São livros que até parecem ser bacanas, mas que não fazem parte do gênero que eu costumo ler, então eu dispenso bem fácil. Mas eu gostei bastante da sua resenha e imagino que a edição do livro deve ser linda, sou apaixonada em livros de capa dura *o*

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Olá! Tudo bem com vocês?
    Terminei de ler esse final de semana o livro, lia devagar para não acabar e curtir mais a história com o Cormoran e Robin.
    Amei o blog e o post.
    Vou favoritar o blog pra sempre estar ligado nas novidades.
    LivreandoFacebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado do blog, você não tem noção da minha alegria hehe

      Excluir
  24. Ainda não li O Chamado do Cuco e fico muito curiosa sobre esses novos livros que a Rowling publicou sob pseudônimo! xD
    Quero muito ler esse também!! :D
    Ótima resenha!!
    Beijos, Lerissa K. xD
    http://lerissakunzler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leri!
      Fico muito feliz por ti ver aqui no blog e ainda mais por saber que você se interessa pelo livro e gostou da resenha. É uma honra pra mim!

      Excluir
  25. Oi Cris!
    Quando sei que quero ler um livro, evito ler resenhas sobre ele justamente para manter as surpresas e não começar a leitura com uma opinião pré-concebida.
    Concordo com você em várias coisas: a construção do personagem Owen Quine é uma das coisas mais interessante (e intrigantes do livro), a resolução do caso é sensacional (mas, diferente de você, eu havia gostado da de O Chamado do Cuco) e não deixa a desejar em nada. Também acho que a narrativa se arrasta em boa parte do livro, mas ao final, fica a sensação de que tudo tinha uma razão e as opções da autora se justificam, né?
    Beijos
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Admiro muito o teu blog e fico contente em saber que você concorda com alguns pontos da minha resenha. Creio que não gostei tanto do final de O Chamado do Cuco porque me pareceu muito uma tentativa de quebrar todas as nossas expectativas ao ser relevado que o vilão era alguém inesperado. Isso me pareceu um tanto clichê, sabe?

      Excluir
  26. oii!! Faz tempo que estou querendo ler esse livro mais sempre fico em dúvida e acabo não comprando rsrs. Adorei sua resenha. (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie! hehe
      Fico feliz que tenha gostado, espero que leia! :)

      Excluir
  27. Eu ainda não consegui ler essa série. Não me interessei por ela, embora muitos comentários positivos.

    cafeecomletras.blogspot.com

    ResponderExcluir

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal