19 de janeiro de 2015

Resenha do Livro: Fangirl


  O livro Fangirl sempre me chamava atenção pelo título, que me define muito. Eu adoro amar coisas e me tornar fã delas. Os meus fandoms mais intensos são Harry Potter e Sherlock, mas há várias outras histórias que me encantam e que admiro muito. Enfim, eu sou uma fangirl e isso já era motivo suficiente para que eu lesse o livro.

Simon e Baz, o ship da Cath
  A protagonista Cath é uma menina retraída e que evita contato social; já sua irmã gêmea Wren é mais sociável e quer curtir a vida. Apesar das diferenças entre elas, ambas amam a série de livros Simon Snow, que é como Harry Potter. As duas até escrevem fanfics famosas, que são histórias sobre a saga criadas pelos fãs. O grande projeto da vez é “Vá em frente, Simon”, que seria um desfecho alternativo para a história original, sendo que o último livro da série está prestes a ser lançado. Nessa versão, Simon e seu inimigo Baz (eu os comparei a Harry Potter e Draco Malfoy) formam um casal gay – na verdade, todas as fanfics de Cath são relacionadas a esse ship.
  Só que eu não me identifiquei com Fangirl apenas por se tratar de um livro sobre fãs, mas também porque Cath e sua irmã Wren estão entrando na Universidade – e eu também. Esse começo de uma nova fase na vida delas causou um efeito enorme sobre mim, porque foi desse jeito que caiu a ficha de que eu mesma vou começar uma nova fase da minha vida. 
  Agora morando na faculdade, as irmãs ficam em quartos diferentes – por insistência de Wren – e se distanciam. Nesse processo, Cath acaba conhecendo outras pessoas, como a colega de quarto Reagan e seu amigo Levi. Além disso, na aula de ficção, ela se aproxima de Nick. Já dá para perceber que a história toma um rumo romântico fofinho, não é?



  Bom, eu me apaixonei pela primeira metade do livro: quando os personagens estão sendo apresentados; quando percebo que Simon Snow é como Harry Potter; quando Cath tem medo de ir ao refeitório da faculdade e fica comendo barrinhas de cereal em seu quarto; quando conhecemos Levi, ao estilo de príncipe encantado; quando pensamos que Nick tem tudo a ver com Cath; quando Reagan começa a demonstrar simpatia pela protagonista... Enfim, estava tudo maravilhoso e eu adorei esse começo.



  Mas já na metade final, eu comecei a reparar em algumas coisas. Em certos flashbacks, o retorno à narrativa me pareceu repentino demais e me senti um pouco perdida. O romance também passou a ser bem meloso e a me irritar. A presença da mãe de Cath – que quis retomar o contato após ter abandonado o marido e as filhas há uns dez anos – também me incomodou, pois eu gosto muito do pai de Cath e não queria vê-lo triste. As referências a programas e outras sagas, como O Senhor dos Anéis, foram legais, mas só até o ponto em que eu reconheci a indireta, mas houveram vários casos em que me senti viajando na maionese.



  A principal mensagem que eu tirei do livro é sobre seguirmos em frente na nossa vida, deixando de lado – ou melhor, levando junto – nossos fandoms. Se a fanfic se chama “Vá em frente, Simon”, o livro em si poderia ser chamado de “Vá em frente, Cath”. Além de todo esse drama, ainda há a questão do preconceito contra as fanfics, que é algo que Cath acaba sofrendo da parte de alguém que admirava. Eu não vejo problema algum em continuar seguindo um fandom mesmo depois da adolescência, mas seria melhor se as pessoas compreendessem nosso comprometimento com o que amamos e não nos julgassem. E Fangirl ensina isso, o que é maravilhoso.
               
Cath e Reagan
  A forma como a autora Rainbow Rowell se expressou me encantou muito. Ela cria comparações irreverentes para suas descrições e escolhe ótimas palavras para compor as frases, mantendo uma leitura fluida e agradável – resumindo: eu adorei a escrita dela. Ah, este é um ótimo livro para ser lido no idioma original, então se você já domina um inglês intermediário, não perca tempo.
  Enfim, Fangirl é um livro excelente para fãs, e acho que a autora acertou em cheio ao retratar um outro estilo de vida adolescente, que muitas vezes é esquecido em função daquele clichê jovem rebelde. Acho fantástico que alguém tenha dado valor a essas pessoas que se dedicam a amar algo incondicionalmente, assim como eu faço. Pretendo ler outros livros da autora e recomendo esse de olhos fechados.

P.S.: Adoraria ver esse livro adaptado para o cinema e tenho esperanças de que daqui a alguns anos isso irá acontecer.

#ahbemsério, por SHE  

31 comentários:

  1. Oiee Cris, tudo bom?
    Eu fico simplesmente curioso com os livros da Rainbow, muita gente comenta desse livros e a maioria que vejo adora a escrita da autora <33 A premissa dele é super interessante, adorei saber que a Cath escreve fanfics, realmente eu queria ler alguma dela haha. Adorei também saber a informação do personagens serem cativantes, o ruim é que na parte quase no final ficou tipo muito repetitivo, né?! Vou ver se dou uma chance para ele pois fiquei muito curioso (ainda mais) com todos os seus comentários!

    Beijos!
    http://umgrandevicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico super feliz que você tenha se sentido estimulado a ler o livro!

      Excluir
  2. Oiee

    Desta autora só Eleanor e Park e apesar de ter gostado da escrita dela não curti o final do livro então acho que não iria gostar de ler Fangirl até porque muitas coisas que estão na história eu não entenderia.

    Beijos
    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas não tem problema não entender tudo! Continua sendo um livro muito bom.

      Excluir
  3. Achei bem interessante a proposta deste livro, adoro fanfics, este livro pelo que pude perceber é para o publico adolescentes mas também pode ser interessante para os adultos. Me identifiquei com você também adoro Harry Potter mas nunca li nada sobre Sherlock Holmes só assisti os filmes.
    bjs
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que esse livro também é pra você! Não deixe de lê-lo.

      Excluir
  4. Quero ler Eleanor e Park, mas só para conhecer a escrita da autora. Pelas resenhas, não parece que seja o tipo de livros que irão me conquistar. Acho fofos, mas só isso. Esse que você resenhou é uma graça. A premissa é boa. Mas é dirigido ao publico jovem e, pelo que eu vejo, esses acabam pecando na profundidade dos temas. Ou melhor, na falta de profundidade.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu gostei do livro porque me encontro dentro do público alvo, por isso esse tema me atrai.

      Excluir
  5. Oi Cris! Eu escrevo fanfiction já faz uns dez anos, tenho tantos fãs lá que com o apoio deles que estou para lançar meu primeiro livro, sempre há preconceitos em relação a isso, o povo que não entende.
    Aqui percebe-se que a personagem se meteu nisso para tentar se refugiar da vida, ter seu porto seguro e toda essa confusão de mudanças pra faculdade e de vida fazem ela sair desse seu mundinho, super interessante, é legal também ver que os fandons aparecem, estamos nós duas nas Sherlockians e eu em si no Cumberlovin.
    Vou dar uma conferida no livro só não gostei do meloso que tu citou, mas vou dar uma chance.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabia que você escrevia fanfics, K. Gostaria de ler uma.

      Excluir
  6. Atualmente estou um pouco de saco cheio de livros adolescentes, mas esse aí me interessou "por demais"! Meu eu adolescente se identificou com Cath, pq que eu sou da geração que acompanhava os lançamentos de HP desde o primeiro, ano a ano e ficava na maior ansiedade esperando o próximo volume! Enquanto esperava, não escrevia fanfics, mas lia váaaaaarias!!!
    Acho que mesmo sendo um livro adolescente eu vou curtir essa leitura.
    Ótima dica! ;)

    Samara - Infinitos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você já gosta desse Universo de Fanfics, acredito que vai curtir sim o livro.Boa leitura!

      Excluir
  7. Olá Cris, como vai? Parabéns pela resenha, fico feliz que tenha gostado do livro. Mas não gosto desse gênero, então não seria uma agradável para mim ler. Mas tenho curiosidade de ler Eleanor & Park.
    Beijos, sucesso.
    http://chuvaelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá Cris, como vai? Parabéns pela resenha, fico feliz que tenha gostado do livro. Mas não gosto desse gênero, então não seria uma agradável para mim ler. Mas tenho curiosidade de ler Eleanor & Park.
    Beijos, sucesso.
    http://chuvaelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Cris!

    SER OU NÃO SER UMA FANGIRL... Eis a questão! haha.

    Não digo que sou uma shipper Drarry (embora leia algumas fanfics aqui e ali - só não leio Dramione, não me desce :/), mas adorei saber que existe um livro que aborda este tipo de ficção (eu escrevo fanfics nesse gênero, então me senti parte da história, rs)!

    Não sei o porquê, mas o estilo da história me lembra muito o livro de uma autora nacional: "Como quase namorei Robert Pattinson". Acho que foi a história de amor que começa legal e depois fica muito melada! Eca!

    Quanto à resenha, achei uma de suas melhores! A crítica está presente em todos os parágrafos, mas não fica maçante. Também senti o seu envolvimento com a história e isto me deixou mais próxima também.

    Muito obrigada pela excelente leitura, Cris!

    Ana Carolina Nonato
    Blog Seis Milênios
    http://seismilenios.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Achei o livro um amor pela sua resenha. Primeiro por que tive minha época de fazer fanfics e amava e segundo porque adorei essa ideia de irmã gemeas e tudo mais! Realmente me interessei! Adorei a resenha.
    Beijos
    http://cheireiumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oii, tudo bem?
    Que linda sua resenha! Estou louca para ler os livros da Rainbow, mas como tenho uma pilha enorme aqui ainda não comprei...
    Me pareceu ser uma leitura bem gostosa, enfim, assim que surgir oportunidade vou comprar....
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura bem gostosa e relaxante mesmo, ótima para um intervalo entre livros mais densos.

      Excluir
  12. Olá!

    Não sei se leria o livro, fiquei com um pé atrás com a escrita da Rainbow após ler Eleanor e Park. Também não curto fanfics, sei lá não faz meu estilo.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    Instagram @blogresenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não é seu estilo, talvez seja melhor não ler mesmo.

      Excluir
  13. Foi um dos meus livros preferidos do ano passado.
    Gostei muito!
    Mas dele todo, não só da primeira metade.
    Também morri de ódio da mãe dela ¬¬ Vaca! Hahaha. O pai é tão fofinho e bonzinho, né?

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  14. Olá, Cris!
    Esta é a primeira resenha de Fangirl que leio.
    Por isso, acho que este deve ser um livro leve e descontraído.
    Mas, com todo respeito, este não é o meu gênero literário favorito.
    No entanto, fico feliz em saber que você se identificou com a história.

    Beijos!
    http://fabi-expressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não lo nada dessa autora e confesso que esse livro não chamou muito a minha atenção de imediato. Mas lendo sua resenha eu achei bacana, deve ser interessante acompanhar as irmãs indo para a faculdade, só que fiquei com um pé atrás ao ler que o livro às vezes te deixou perdida e que o romance ficou muito meloso. Enfim, eu não sei se lerei esse livro, mas gostei bastante da sua resenha.

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha, talvez agora não seja o momento certo para essa leitura mesmo.

      Excluir
  16. Nossa, você vai amar o livro "Eleanor e Park", da mesma autora!! Muuuito fofo! Agora eu preciso ler "Fangirl" também! hahah

    bjos ^^

    http://casteloanimado.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que vou gostar muito, sim!

      Excluir
  17. Eu amei esse livro de montão; o mercado já está saturado de protagonistas nerds e geeks, mas essa foi a primeira vez que vi uma personagem fangirl. A Cath sou eu da cabeça aos pés (até pela parte da gêmea!). Boa resenha~

    The Fat Unicorn

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também me identifiquei muito com a personagem, por isso que esse livro tem a minha cara.

      Excluir
  18. Adorei esse livro, achei um amor! Só não curti muito os trechos da fanfic da Cath, pra ser honesta eu não estava nem aí pro conteúdo da fanfic e pulei umas partes mesmo haha Beijos, Jú
    docurailusoria.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não teria essa coragem de pular algumas partes hehe

      Excluir

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal