3 de dezembro de 2014

Post Especial: Sherlock Holmes

  Lembro-me de quando estava no Ensino Fundamental e por vezes reparei em alguns livros na biblioteca sobre um peculiar detetive britânico. Naquela época, fiquei receosa em ler aqueles livros, pois até então eu não gostava de leituras que pudessem me assustar, e era essa a impressão que eu tinha deles. Porém, quando estava no 9º ano, acabei pegando um deles, O cão dos Baskervilles, e conheci um personagem fantástico, arrogante, inteligente, detestável e adorável ao mesmo tempo. Foi assim que passei a amar Sherlock Holmes, um dos meus personagens preferidos. Na minha lista de paixões literárias, só Severo Snape, da saga Harry Potter, é páreo para meu querido Holmes.


  A partir daí, passei a buscar mais histórias protagonizadas por Sherlock. Ao todo são 4 romances e 56 contos, e nessas férias tenho como meta ler todos eles. Mas como meu amor por Sherlock é tão grande, achei que seria legal dividir isso com vocês, leitores do blog. Assim, esse post vai ser uma espécie de apresentação de Holmes.
  • Ele não é real :(
  Confesso que antes de conhecer mais sobre ele, eu achava de verdade que Sherlock foi uma pessoa real. Porém, Sir Artur Conan Doyle se inspirou em um professor de medicina para criar seu personagem mais famoso. Então, de certa forma, existiu alguém parecido com Sherlock.
  • Como ele é?
  Sherlock é um homem alto e magro, descrito mais precisamente da seguinte forma:

"A sua própria pessoa e aparência eram tais que chamavam atenção do observador mais casual. Tinha muito mais de um metro e oitenta de altura, e era tão excessivamente magro que parecia muito mais alto. Seus olhos eram agudos e penetrantes (...), e o nariz fino de águia dava a todo seu semblante um ar de vivacidade e decisão. O queixo tinha o formato proeminente e quadrado, que marca o homem de determinação. Suas mãos estavam invariavelmente manchadas de tinta e materiais químicos, no entanto, era dotado de extraordinária leveza no toque."

  Em relação à sua personalidade, eu o considero um tanto arrogante e exibido, pois sempre está disposto a fazer mil deduções sobre a vida de uma pessoa apenas por observá-la. Essa é uma coisa que me impressiona muito nele: ele diz que nós vemos, mas não observamos o mundo ao nosso redor.
  Apesar de tudo, ele é inegavelmente muito inteligente no que diz respeito a investigação de crimes. Suas considerações são sempre pertinentes e ele também costuma ter bons palpites. Além disso, ele é detentor de um carisma sem igual, pois se não fosse por isso, talvez fosse complicado gostar dele. 
  Sherlock não é muito fã dos sentimentos, visto que tenta reprimi-los e dar atenção apenas à razão. Ele também não tem nenhum relacionamento afetivo, nem com mulheres nem com homens.
  • O amigo Watson

  Quando o doutor John Watson se torna colega de quarto de Sherlock, os dois acabam se tornando amigos. E é sob o ponto de vista de Watson que as histórias dos livros são contadas.
  • As adaptações

  Originalmente, Sherlock vive na Londres vitoriana, do fim do século XIX ao início do XX. Seu famoso endereço, 221B Baker Street, é sede de um museu na cidade até hoje. Confesso que o fato de poder visitar esse museu foi um dos motivos para eu escolher a Inglaterra como destino do intercâmbio que um dia eu pretendo fazer.
  Mas o detetive não se conteve em ficar apenas nos livros. Já foram feitas diversas adaptações cinematográficas do personagem. Entre elas, destaca-se os filmes em que Basil Rathbone interpreta Sherlock, de 1939 a 1946. Na verdade, segundo o Guinnes book, Sherlock é o personagem mais retratado em séries de TV e filmes. LOL


  Porém, há adaptações mais atuais. É o caso dos filmes protagonizados por Robert Downey Jr. – o também Homem de Ferro , a série americana Elementary,  e a minha preferida – a série Sherlock, da BBC. Pretendo falar mais sobre a série Sherlock em outro post, porque eu realmente amo essa adaptação.


  Também já foram escritos outros livros baseados nesse personagem. É o caso dos livros do Jovem Sherlock Holmes e o livro do Jô Soares chamado O Xangô de Baker Street. Esse livro do Jô me chama muito a atenção, pois é uma história que mostra Sherlock no Brasil para investigar um crime.
  • O fandom
  Desde que comecei a assistir a série Sherlock, minha paixão pelo personagem cresceu ainda mais. Por isso, eu me dediquei a pesquisar mais sobre ela e conheci alguns grupos de fãs, e acabei me juntando ao fandom da série. Percebi que a maioria dos fãs são mulheres, pois nesta adaptação Sherlock aparece mais jovem e, convenhamos, inteligente é o novo sexy, como até diz uma personagem na série.
  Com o tempo me dei conta de que esses fãs são muito loucos hehehe. São milhares de fanarts, ships (inclusive gays), e tudo o que você possa imaginar relacionado aos personagens. 
 

  Mas se você pensa que só os Sherlockians de hoje em dia são malucos, é porque eu ainda não falei sobre os fãs da época de Conan Doyle, o autor. Li em algum lugar que Conan Doyle estava querendo acabar com as histórias do detetive e decidiu matá-lo. Porém, a reação dos fãs para que houvesse uma continuação foi tão forte – eles organizaram uma passeata de protesto em Londres – que o autor teve que “ressuscitar” o detetive, explicando que ele apenas fingiu sua morte.
  • As influências
  Eu tenho reparado que diversos livros citam Sherlock Holmes. Alguns casos que me vêm a memória agora são Quem é você, Alasca?, Morte Súbita, As Crônicas de Nárnia. Não só em livros, mas até em músicas, por exemplo, A Certain Romance, de Arctic Monkeys.
 No campo científico, a lógica dedutiva e o método de Holmes influenciou o aperfeiçoamento de investigações criminais. Viu só como ele é importante? 

  Enfim, acredito que Sherlock Holmes tenha se tornado um ícone do imaginário das pessoas, sendo frequentemente relacionado como símbolo do exímio detetive. Particularmente, eu fico muito feliz toda vez que vejo alguém citar Sherlock ou qualquer coisa relacionada a ele.
  Foi um longo post, mas eu precisava falar sobre isso. Ficaria ainda mais feliz em conhecer mais pessoas que admiram esse personagem peculiar, então se acusem nos comentários!

#ahbemsério, por SHE

13 comentários:

  1. Cara, eu também acreditava que ele era real! Acho que eu tava na quarta série, não lembro, quando descobri que ele não existia. Foi uma decepção pra mim e até hoje lamento isso.
    Só li um livro com as loucuras dele, Um estudo em vermelho, mas pretendo ler outros ano que vem.
    Ótimo post!
    formula-amor.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKK compartilhamos essa decepção então.

      Excluir
  2. Eu não li os contos. Tenho vontade, mas ainda não apareceu a oportunidade. Eu vejo os box nas livraria e fico com muita vontade de ter em casa.
    As adaptações, essas eu conheço. Tentei acompanhar as séries, mas acabei deixam de lado, não sei nem o motivo. Sherlock, a série da BBC, é inquestionável a qualidade. Já Elementary, algumas coisa me incomoda, só não dizer o que é.

    O post ficou ótimo. Proporciona uma leitura muita agradável. Parabéns. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho :)
      Adoro as séries e adaptações em geral, ti aconselho a continuar a assistir Sherlock, pois eu amo essa série com todo meu coração e sempre a indico para as pessoas que gosto.

      Excluir
  3. Cris, bem que vc disse lá no Blog que estava lendo e amando Sherlock. eu nunca tive muita vontade de ler sobre essa série, eu curto mais um drama e um romance, deveis em quando uma Distopia rsrsr mas vou aceitar sua recomendação e vou tentar comprar o primeiro livro da série ano que vem!!! Bjosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E os livros são bem curtinhos também, você não fica muito tempo presa a um só; e nem precisa ler todos os outros, cada livro tem uma história individual. Eu iria ficar muito feliz se fizesse mais uma pessoa ler SH.
      :)

      Excluir
  4. Eu conheço o personagem só por alto mesmo, só pelo que falam. E falam muito bem, por sinal. Aliás eu já assisti um filme e adorei. Mas não li nenhum livro, ainda. Mas agora a vontade só cresceu, preciso ler. hahaha
    Beijos
    Lendo & Apreciando E tem promoção no blog, do livro O Visconde que me amava, participe. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz de ter ti influenciado, assim como os filmes, já que o Robert Downey Jr é incrível. Eu ainda diria que a série Sherlock é ainda melhor hehe

      Excluir
  5. Eu amo Sherlock. Amo! Como você também comecei minha paixão no ensino fundamental e eu peguei sem ter noção eu livro do Conan Doyle e desde então eu adoro tudo o que tem a ver com Sherlock. Pouco tempo atras eu ganhei uns quinze livros do Conan Doyle (o cara ia jogar fora, imagina só!), mas ainda não li todos por falta de tempo. E apesar de se passar nos dias de hoje, Sherlock da BBC é a minnha adaptação preferida. Bjs
    http://heybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ME ABRAÇA \o/ Que loucura alguém jogar fora os livros do SH, mas que bom que você acabou ficando com eles. E que alegria saber que mais alguém ama a série Sherlock :)))))))

      Excluir
  6. Olá!
    O Cão dos Baskervilles foi o primeiro livro não infantil que li na vida e foi quem me fez amar livros!
    Das adaptações que você falou, acompanho todas as atuais!
    Inclusive, Assisti a adaptação para os cinemas de O Xangô de Baker Street num corujão da vida. É até bem legal, o próprio Jô faz o Watson, mas mostra um Holmes meio relapso, não muito inteligente. ACHEI OFENSIVO! auahuahauh
    Enfim, Sherlock Holmes pra vida! o/
    =D

    http://osdragoesdefogo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito contente em conhecer mais Sherlockians. Eu até tenho o livro O Xangô de BS, mas ainda não li. Também vi que tinha um filme, mas da mesma forma não quis assistir, pois quero ler o livro primeiro.
      É curioso que eu conheço várias pessoas que conheceram Sherlock por causa de O Cão dos Baskervilles.

      Excluir
  7. Eii, Cris, tudo numa boa??? Eu quase morri quando vi esse post! *0*
    Um Estudo Em Vermelho foi um dos primeiros livros que eu li (n entendi nada na minha cabecinha de 9 aninhos) e agora Sir Arthur Conan Doyle é um dos meus autores preferidos...

    Bjs, Juh

    ResponderExcluir

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal