31 de dezembro de 2014

Resenha do Livro: O Hobbit

“Numa toca no chão vivia um hobbit.”


  É assim que se inicia um livro. De uma forma simples e direta, Tolkien já impressiona logo de cara.


  O Hobbit é uma história encantadoramente bela, cheia de lugares lindos – outros assustadores – da Terra-Média, personagens maravilhosos e um evento muito importante para o desenvolvimento de O Senhor dos Anéis. Logo, é leitura obrigatória para os amantes de fantasia!
  Eu já comentei aqui que nas últimas semanas estou me dedicando a ler Tolkien (no momento em que escrevo isso estou lendo O Retorno do Rei) e, inicialmente, para entrar no clima, resolvi reler o prólogo de O Senhor dos Anéis, que é O Hobbit. Com uma trama menos complexa, mas não menos impecável, eu tive o estímulo fundamental para me aventurar na Trilogia.
  Como todos devem saber, O Hobbit conta a aventura de Bilbo Bolseiro, um pacato hobbit do Condado. Aos cinquenta anos, ele só ansiava por descanso e conforto em sua típica toca de hobbit. Até que o mago Gandalf chega movimentando as coisas. Aliás, eu adoro esse diálogo inicial dos dois, em que Gandalf diz que procura alguém para uma aventura e Bilbo retruca dizendo que aventuras nos atrasam para o jantar. Esse jeitinho do Bilbo levar a vida é incrível, e adoro como Martin Freeman trouxe isso para os filmes.
  Depois surgem os 13 anões liderados por Thorin Escudo de Carvalho, herdeiro do Trono da Montanha Solitária. Juntos, eles viajam – aos trancos e barrancos – para chegar a esta tal Montanha e reconquistar o tesouro que havia sido tomado pelo dragão Smaug. Eu acho que todos já sabemos dessa base da história, não é? Então vou seguir adiante.
  O que me chamou muita atenção no livro é a forma como Tolkien escreve, como se estivesse apenas contando uma história aos filhos, despretensiosamente, por vezes até dando pequenos palpites na narrativa. Isso me encantou demais, pois eu lia imaginando Tolkien sentado em sua poltrona e seus filhos aos seus pés ouvindo atentamente as façanhas de Bilbo. Eu me emocionei tanto com essa visão que até chorei lendo o livro ~à la Drama Queen~


  Também há muitas canções ao longo da história, o que só acrescenta ao desenvolvimento da trama, pois podemos imaginar os anões e Bilbo contentes e interagindo. Eu gosto pra caramba da trilha sonora do filme e, de vez em quando, ouço “Song of the Lonely Mountain” ao andar de ônibus. A minha cidade é cheia de montanhas e eu me entretenho imaginando que estou seguindo os caminhos dos personagens, apesar de eu não suportar a ideia de caminhar tanto quanto eles.
  O legal de O Hobbit é que é um livro razoavelmente fácil de se ler, sem a necessidade de se decorar muitos nomes de pessoas ou lugares. O que mais me confundia eram as partes em que eles falavam de direções (Norte, Sul, Leste, Oeste), que é uma coisa que eu não tenho muito domínio. Mas analisando-se a imagem do mapa que existe no próprio livro, dá para entender o caminho que eles seguem. Nesse sentido, há um outro aspecto de Tolkien que eu admiro muito: ele criou e imaginou os lugares da Terra-Média e os descreve com uma realidade impressionante – me dando a impressão de que a realidade era aquele livro e não essa dimensão na qual me encontro agora. Sério, eu meio que me converti à ideia de que aquele lugar existe e de que é um absurdo negar isso heueheu.
  A Aline já falou sobre o filme nesse post, então eu não vejo necessidade de comentar muito sobre isso. Mas de uma forma rápida, eu só tenho a dizer que os filmes são adaptações interessantes, apesar de em vários detalhes diferirem da obra original. MAS SÃO TANTOS OS FILMES QUE SÃO DIFERENTES DOS LIVROS! Não culpo Peter Jackson pelas suas decisões, acho que ele fez o que achou que seria certo e ponto final.
  Para você ter noção do quanto que eu me encantei – já repeti essa palavra aqui, e “encantamento” é de fato o que eu senti por O Hobbit –, eu poderia dizer que este é meu livro preferido de Fantasia: sem muitas enrolações, cheio de aventuras, com uma escrita tocante, enfim, tudo o que eu admiro em um livro.

#ahbemsério, por SHE

16 comentários:

  1. Oii, tudo bem?
    Nunca li nada do autor, mas adoro narrativas despretensiosas e que incluem o leitor!
    Livros com canções também me encantam!
    Njs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma grande pena que você não tenha lido Tolkien. Está perdendo muita coisa.

      Excluir
  2. Olá, Cris!

    Esse comentário vai ser um pouco diferente: eu normalmente só escrevo DEPOIS de ter lido tudo, mas é O Hobbit, né? Merece algo especial! haha Por isso, vou comentando à medida em que vou lendo! Pra dar mais emoção!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!11111111111!!! :P


    Ai, eu adoro essa frase! Quando reli em inglês, fiquei repetindo por um tempão na minha cabeça: "in a hole in the ground there lived a hobbit!" É tão marcante! <3

    Realmente é uma história bem diferente de O Senhor dos Anéis, não é? Apesar de se passar no mesmo local, parece que o público-alvo é bem diferente. Já ouvi dizer (fofoquinhas de Tolkien, veja bem) que ele realmente escreveu como uma fábula para os filhos, assim como o personagem de Tom Bombadillo nasceu de um boneco. Tolkien é maravilhoso!

    Uma coisa que eu achei interessante no Bilbo é essa personalidade dele: como o sobrenome é Bolseiro, você pensa que ele é igualzinho ao pai, Bungo (acho que é esse nome), ou seja, pacato, civilizado, cheio de respeito às tradições... Mas ao longo do livro o lado Tuk da mãe (que, aliás, morreu em uma aventura) transparece e Bilbo se vê fazendo coisas que ninguém imaginaria! É o clássico: há mais coisas do que os olhos são capazes de enxergar (a não ser que você seja um mago, né? xD)!

    Haha, eu adorei que o primeiro filme tenha saído! Foi engraçadíssimo ver a diferença entre as canções na minha cabeça e como eles interpretaram! xD A da Lonely Mountain foi muito parecida, mas as outras não chegaram nem perto!

    É, não sou entendida das músicas da Terra-Média, muito menos de anões. Nem sabia que eles também cantavam! :P

    Tolkien é tão incrível! Criou algumas raças, todo um mundo, diversas línguas, tradições! Se você ainda não leu O Silmarillion, CORRE! No começo do livro, há uma explicação de como o mundo surgiu e como alguns, como Gandalf, foram parar aqui! É de encher os olhos!!

    Quanto aos filmes, tenho só 3 palavras (uma para cada um): PERFEITO, porcaria e malemá, haha.

    O Hobbit é um dos únicos livros que releio todos os anos (assim como Orgulho e Preconceito). Este ano minha leitura será em uma edição em inglês com ilustrações de Alan Lee!!!!!! Pensa em uma pessoa já dando fangirling, haha! Se você tiver um tempinho, dá uma checada! Ele é um dos ilustradores oficiais de Tolkien e DE LONGE meu favorito! <3

    Obrigada pela maravilhosa resenha! PELO AMOR DE ERU ILÚVATAR, resenhas de LOTR!!!!!!! :D

    Um 2015 cheio de Tolkien, Tolkien, muita terra-média, elfos fabulosos e muita fantasia para nós!

    Ana Carolina Nonato
    Blog Seis Milênios
    http://seismilenios.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro ver seus ataques de "fangirling" aqui. É tão bom quando encontramos pessoas falando das nossas coisas preferidas em blogs hehe.
      Sobre o Sillmarillion, foi o primeiro livro de Tolkien que eu li (sim, justo aquele que as pessoas falam que você precisa ler por último), mas mesmo assim consegui adorar e admirar muito esse escritor em função do livro. Gosto especialmente De Beren e Luthien. Mas sabe que naquela época eu ainda não tinha visto nenhum dos filmes e nem sabia direito como elfos eram. Aí acabei imaginando muita coisa errada. Estou com vontade de reler agora que já conheço mais sobre a Terra-média.

      Um grande beijo pra ti Ana!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Já li "O Hobbit" duas vezes e quero ler uma terceira, assim como você, durante a leitura, eu imagino o Tolkien contando a história para seus filhos haha.
    Também me confundia nas direções do livro, tem horas que eu parava e me perguntava "ué, onde é o norte", nessas horas nem um mapa nem um mago me ajudam!
    Mas é claro que a Terra-Média existe hahaha!
    Assim como você não culpo PJ pelas mudanças que a adaptação para o cinema teve, apesar de algumas coisas meio absurdas, eu gostei do resultado!
    Feliz ano novo :)
    Beijos... Samantha Culceag.
    Só pra Menores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Samantha!
      O Hobbit é mesmo um livro feito para ser relido várias vezes.

      Um grande beijo e um ótimo 2015 pra ti!

      Excluir
  5. Olá Cris, como vai?
    Adorei sua resenha. Nunca tinha lido, mas já ouvir vários comentários desse livro. Mas ainda não senti a oportunidade de ler. Também nunca li nada do Tolkien, mas parece ser maravilhosa.
    Espero que eu tenha a chance de ler algum dia. Adorei os pontos positivos na qual você citou.
    Beijos e sucesso amore.
    chuvaelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu acabei me apaixonando pelos filmes "O Hobbit" e "O Senhor do Anéis". Quero muito ler os livros e, olha, eu acabei achando o filme "O Hobbit" mais legal que o "O Senhor do Anéis". Fico imaginando, ou melhor, ficava imaginando com o autor usava as palavras para nos contar essa história fascinante. Pensava que era algo mais rebuscado, mas, pelo que li em sua resenha, me enganei, não é?
    Sua resenhas está ótima (só queria deixar isso registrado).
    Beijos e feliz 2015!
    http://eueminhacultura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, considerando que eu estou vendo os filmes só agora, eu diria que na trilogia de LOTR, o Peter Jackson fez algo mais fiel aos livros; já em O Hobbit, ele inventou e "enfeitou" muita coisa, ficando um filme mais descontraído.

      E obrigada pelo elogio! Fico muito feliz em ouvir isso :)

      Excluir
  7. Oi Cris,
    Primeiramente, parabéns pela ótima resenha, você escreve muito bem!!
    Quero ler Hobbit há um tempo, mas não sei se a leitura ficaria cansativa por eu já ter visto os 2 primeiros filmes. O que você acha?
    Gosto de livros de fantasia, mas não tenho o costume de ler. Por isso, estou pensando em me desafiar a ler As Crônicas de Nárnia volume único este ano.
    Obrigada por sua opinião!
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, eu acho que O Hobbit é uma leitura ótima e sem contraindicações. Então leia o quanto antes possível!
      Sobre As Crônicas de Nárnia, é um livro muito encantador também, e acredito que você consegue ler sem dificuldades, pois cada histórias não é muito longa e sem muitas enrolações. Aliás, eu gosto muito desse livro <3

      E obrigada pelo elogio :)

      Excluir
  8. Cris, adorei! Escreves muito bem também! E descreveu certinho o que sinto por Hobbit, por Tolkien, pelas suas paisagens e o modo que descreve a personalidade das personagens... Amei, continue lendo livros tão bons (hahaha) e escrevendo do mesmo jeito. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OOOWN Eu adorei ti conhecer Luna e obrigada pelo elogio. Prometo que continuarei a ler Tolkien também, aliás, não tem como parar. Bem agora eu estava lendo os apêndices d''O Retorno do Rei <3

      Excluir
  9. Nunca li D: preciso ler urgente,sua resenha me despertou rsrs Adoreeeei,sucessos e parabéens!!

    http://cantinhodatitania.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal