13 de setembro de 2014

Resenha da Série: The Big Bang Theory

  Provavelmente você já deve ter ouvido falar dessa série de comédia americana, afinal, ela tem uma enorme audiência e é famosa em todo o mundo – sucesso merecido, aliás. De qualquer forma, vou falar um pouco sobre como são os episódios.  







  Trata-se da história de quatro caras (três muito inteligentes e o Howard eueheueheu okay, prometo não cometer bullying com o Howard, ele também é super inteligente) nerds e estranhos. Eles viviam razoavelmente bem com suas histórias de ficção científica, HQs e Física; até que uma garota (gostosa, falando toscamente), Penny, se muda para o apartamento em frente ao apê que dois desses caras dividem, o Sheldon e o Leonard. A partir de então a vida desses nerds começa a mudar, e é sobre essa iniciação na “vida real” e o cotidiano deles que se trata a série.
  No entanto, é essencial falar um pouco mais sobre esses personagens. Sheldon é o mais brilhante de todos, com manias estranhas, dificuldade em lidar com relações sociais, teimosia, orgulho... Enfim, ele é extremamente irritante, mas não menos adorável. Já Leonard é um pouco mais normal, digamos assim. Ele até sai com mulheres [WOW] e ainda tem uma paixão platônica pela Penny. Já Raj é um indiano com sotaque engraçado que não consegue falar com mulheres, exceto quando está bêbado. Seu melhor amigo é Howard, que é bem franzino e usa roupas coloridas e apertadas (quando comecei a assistir a série ele me lembrava os Beatles). Howard também é o mais paquerador; está sempre dando em cima da Penny e de qualquer outra mulher que apareça.
  Já Penny é uma garçonete do Cheesecake Factory, um restaurante, mas seu sonho é se tornar atriz, o que até agora não deu certo. Ela sempre se envolveu com homens que são o estereótipo da beleza, porém deixam a desejar no quesito inteligência. E é exatamente por isso que ela passa a se atrair pelo Leonard, pois ele é o completo oposto dos seus ex-namorados que a decepcionaram.
  Agora que já os localizei no contexto, vamos falar um pouco mais sobre os episódios em si. A sua duração é por volta de 20 minutos, e até agora já são 7 temporadas (já assisti até a quinta), sendo que a próxima é prevista para estrear em 29 de setembro, nos EUA. A série é um grande sucesso, tendo conquistado vários prêmios, como o Emmy, que pode ser considerado o Oscar da televisão. 
  Sobre os temas nerds, há várias piadas relacionadas a sagas de ficção científica, como Star Trek e Star Wars. Eles falam até de Harry Potter <3 (nesses momentos eu amo ainda mais o Sheldon euheueheu); alguns comentários sarcásticos do Sheldon desmerecendo seus amigos, piadas mais sujas, etc...
  A partir do final da terceira e mais efetivamente na quarta temporada, surgem mais duas personagens: as namoradas do Howard e do Sheldon (sim, ele, imprevisivelmente, encontrou alguém tão maluco quanto ele). Elas são, respectivamente, Bernadette e Amy. Bernadette é uma microbiologista “fofinha” e Amy é praticamente uma versão feminina do Sheldon. Eu, particularmente, gosto muito da entrada dessas personagens na trama.
  Enfim, The Big Bang Theory é uma série maravilhosa se você quiser algo para se divertir sem criar grandes expectativas. O fato de os episódios serem curtinhos também é um ponto positivo, pois assim não se tornam tão parados e cansativos. Além disso, dá para assistir vários em uma tarde ou noite e, com certeza, você vai dar boas risadas. Como último comentário, aconselho a quem assiste ou pretende assistir que veja legendado, pois a qualidade é muito superior ao dublado.
  Aqui vão algumas imagens dos meus momentos preferidos:

Bazinga é a expressão que Sheldon usa quando acaba de contar uma piada. Uma das situações mais engraçadas em que ele fala Bazinga é quando está em uma piscina de bolinhas sendo perseguido pelo Leonard.

E só para se ter uma ideia do "gênio" do Sheldon, uma de suas frases típicas: 
"Eu choro porque os outros são estúpidos e isso me deixa triste"
(Eu não sei porque evitei os livros do Harry Potter por tanto tempo. Eles são ótimos. Já comecei o número 6) Esta é uma referência a Harry Potter <3 (eu confesso que amo intertextualidades)

  Por fim deixo o link de um site em que consigo ver a série, pois, às vezes, é difícil encontrar um site em que o conteúdo abra sem problemas (pelo menos para mim várias vezes não encontro o que procuro)...

#ahbemsério, por SHE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal