1 de agosto de 2014

Qual é o seu clássico?

A proposta de redação da UFRGS em 2014 pedia que o vestibulando falasse sobre um livro...


  Este ano estou cursando o terceiro ano do Ensino Médio, logo, pretendo entrar em uma universidade em 2015 – e fazer engenharia civil. E enquanto estava estudando e vendo os últimos temas de redação da UFRGS – que é a Federal para a qual eu provavelmente vou prestar vestibular –, tive a grata surpresa de me deparar com algo incrível. É que o tema da prova de 2014 exigia que o vestibulando falasse sobre um livro, o seu clássico.


  Então fiquei pensando sobre qual livro eu poderia ter escrito. Pensei, pensei, pensei e cheguei a conclusão de que o meu clássico é Incidente em Antares, do gaúcho Érico Veríssimo.

  O livro é realmente muito bom, tendo me fascinado por completo. Eu o conheci através da indicação do meu professor preferido de Humanas, o que fez com que eu o lesse com um entusiasmo diferenciado, contribuindo decisivamente para que ele se tornasse tão importante para mim.


  Para ler Incidente em Antares é preciso, antes de tudo, saber que o livro tem um grande envolvimento com o contexto histórico da época, em especial da Era Vargas e pré golpe militar de 64. A história também tem como plano de fundo as disputas entre as famílias rivais – Vacarianos e Campolargos – de Antares, uma cidade fictícia da divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai. 

  O incidente que ocorre na cidadezinha é resultado de uma greve, que conta com a participação até dos coveiros do cemitério de Antares. O que acontece então é que os mortos que não puderam ser enterrados retornam e se instalam na praça central, reivindicando o seu direito de descansar em paz nos túmulos. Eles, já na condição de mortos, não tem mais papas na língua e falam tudo o que sempre desejaram dizer em vida aos demais moradores, que são desmoralizados publicamente. 

  Enfim, Érico reúne de forma inteligentíssima o sobrenatural e a crítica às aparências mantidas pela sociedade, sendo uma obra única que indico a todos.

Mas e você, qual é o seu clássico? 

  Abaixo segue a proposta de redação completa.

PROVA DE REDAÇÃO


O que faz de uma obra um clássico, na nossa cultura? Essa pergunta pode receber diferentes respostas, que enfocam desde aspectos sociológicos e estéticos, até políticos e epistemológicos.
Na literatura, clássico, por vezes, designa os escritores que atingiram a maturidade literária; por outras, os escritores modelares; também pode designar apenas os escritores da literatura latina ou grega; e, ainda, aparece na antítese clássico/romântico.
Segundo a filósofa Carolina Araújo, “o clássico se mantém de dois modos: como a referência acadêmica essencial à formação, e como a reinvenção do passado que supõe essa referência e amplia-a, introduzindo o novo”. Coexistem, no clássico, portanto, o passado e o presente.
O escritor Ítalo Calvino acredita que “um clássico é um livro que nunca terminou de dizer aquilo que tinha para dizer”, e acrescenta: “dizem-se clássicos aqueles livros que constituem uma riqueza para quem os tenha lido e amado”.
Como é possível ver, clássico, hoje em dia, é uma palavra que pode ter vários sentidos.
Existem livros que tiveram grande contribuição para a sociedade como um todo e, por isso, tornaram-se clássicos da literatura. Existem, também, aqueles que fazem a mesma diferença revolucionária para uma pessoa em particular, passando assim a ser o seu clássico. Isso quer dizer que todo mundo tem seu próprio clássico, mesmo que, para o senso comum, ele não seja tão clássico assim. Todo mundo tem aquele livro que leu e ficou guardado carinhosamente na memória; aquele que leu mais de uma vez, mais de duas vezes, repetidas vezes ao longo da vida; aquele que tem lugar permanente e cativo na estante ou na mesa de cabeceira. Nessa perspectiva, quem diz o que é clássico é você mesmo, pois, como lembra, ainda, Calvino, “os clássicos não são lidos por dever ou por respeito, mas só por amor”.

ARAÚJO, Carolina. O clássico como problema. Poiésis, n. 11, p.11-24, nov. 2008.
Adaptado de: Qual o seu clássico? Disponível em: <http://blog.estantevirtual.com.br/
2010/11/17/qual-seu-livro-classico/>. Acesso em: 20 nov. 2013.

Considerando que um livro clássico, o seu clássico, é aquele que nunca saiu da sua cabeça, aquele que você sempre pensa em voltar a ler, aquele que você recomendaria ao seu melhor amigo:
- identifique um livro que seja o seu clássico;
- explique por que ele mereceu esse lugar em sua vida;
- apresente argumentos que justifiquem sua escolha;
- redija uma dissertação, defendendo seu ponto de vista.

#ahbemsério, por SHE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal