15 de julho de 2014

Poesia: Presos- Por: Gustavo Pitanga

Amar sem ser amado 
 Viver sem ter nascido 
Morrer sem ter vivido 
Partir sem ter estado 
 Pois a dor é corrente
 Paixão cadeado 
Um beijo, a chave
 Pra libertar quem é amado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê sua opinião sobre o assunto discutido acima :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2015 | Design e Código: Natana Duarte - Colecionando Livros | Uso pessoal